Facebook
RSS

Rumos da publicidade no Twitter

maio - 18 - 2009
emarket

Empresas e publicitários voltam os olhos para o Twitter e começam a pensar essa nova rede social como estratégia de marketing. Funcionando como microblog, a ferramenta conquistou mais de seis milhões de usuários em três anos.

“O que você está fazendo?”. Foi assim, com uma simples pergunta, que o Twitter irrompeu na Internet, em março de 2006. O comecinho foi tímido: rendeu respostas de três usuários – os próprios fundadores. Hoje, mais de seis milhões de pessoas ao redor do mundo “twittam” e atendem a essa e outras tantas perguntas, o tempo todo. Os “twitteiros” postam sobre o que estão lendo, vendo, escrevendo, sonhando, para onde vão, de onde vieram. Mas ultimamente também têm indicado produtos e divulgado promoções, em suas respectivas páginas no Twitter.

Novo boom da Web, o Twitter é uma espécie de microblog que conecta pessoas justamente pelo interesse que elas têm no que o outro “twitta”: só recebo “tweets” (atualizações ou posts) de quem escolho “seguir”, de acordo com afinidade ou qualquer outro critério pessoal. Detalhe: esses tweets não têm mais que 140 caracteres. Com o crescimento de 2.000.000% no número de twitteiros desde que foi criado, twittar é o verbo. E os publicitários estão querendo aprender a conjugá-lo, usando o Twitter como ferramenta de marketing de seus clientes.

Estratégias
Os caminhos da publicidade no Twitter ainda estão sendo experimentados. Algumas empresas têm se tornado “twitteiras”, postando na rede informações sobre novos produtos, promoções e ofertas. Para o publicitário Jaime Neto, no entanto, essa não é a melhor escolha. “O Twitter pode ser uma boa ferramenta de marketing desde que a empresa produza conteúdo para atrair seguidores que recebam seus ‘tweets’. Ninguém se interessa em receber só promoções e ofertas”, afirma.

A Camiseteria, conhecida pela venda de camisas com estampas desenvolvidas por artistas de design, “twitta” ofertas de fretes gratuitos e promoções, mas também posta em sua página endereços de sites interessantes para quem gosta de design e confecções. “A política da Camiseteria sempre foi a de ouvir o cliente, criar vínculos. Como já tínhamos um blog, migrar também para o Twitter foi natural”, afirma Fábio Seixas, um dos co-fundadores da loja.

Fábio diz ainda que usa essa rede social para ouvir críticas e sugestões dos clientes e respondê-los diretamente. O estudante de publicidade e twitteiro, Júlio Pio, acha genial a fórmula: “Twittar confere uma ‘cara’ para a empresa. Uma voz twittar: ‘ei, essa impressora também escaneia?’ ou ‘tem ovo de páscoa crocante?’ pode ser bem mais pessoal e ágil do que enviar um email tirando dúvidas sobre um produto. Se você gostar do produto pode re-twittar a resposta para os amigos”.

Nesse viés, outra boa estratégia é usar o Twitter como canal de monitoramento do que se fala sobre uma empresa. “O NetVírtua (serviço de acesso à Internet), por exemplo, usa o Twitter muito mais para rastrear o que estão falando da empresa. Quando é detectado algo, rapidamente alguém da equipe entra em contato, através do próprio Twitter, para falar a respeito”, exemplifica o publicitário Jaime Neto. Isso é feito através da ferramenta de busca “Search” do Twitter.

Luar Maria Brandão – Especial para O POVO

CURTA NO FACEBOOK


Como podemos divulgar seu site:

  • Campanha de Links Patrocinados no Google Adwords
  • Otimização de site - SEO Otimização Site
  • Campanha de marketing nas redes sociais
  • Criação de site Otimizado - Desenvolvimento de site