Facebook
RSS

“Essa juventude tem que parar de ficar só pendurada na internet. Tem que voltar a assistir TV e ouvir rádio.” O discurso proclamado por Hélio Costa, ministro das Comunicações, na abertura do 25º Congresso da Abert – Associação Brasileira das Emissoras de Rádio e TV – gerou polêmica no mundo virtual.

Na oportunidade (mal utilizada, falou besteira…) do discurso, o ministro Hélio Costa resolveu disparar todas suas baterias a favor da TV e rádio e contra a internet

Baseado na discussão, o site Folha Online realizou enquete para a opinião dos internautas sobre o conselho do ministro. No ar entre 20 de maio a 3 de junho, o resultado foi esmagador: 4.293 dos 5.284 votantes (81%) disseram não sentir vontade de trocar computador por televisor.  Segundo a Folha, a enquete não tem valor científico e exprime a opinião dos leitores do site.

O problema não é que a “juventude” está “pendurada” na internet. A verdade é que a internet, por ser com alcance mundial e interativa, transforma o que antes era chamado de audiência, em usuários. Cada internauta é o seu próprio canal, controla, articula, comunica, ouve, lê e edita a sua própria informação. Como se não bastasse, agora cada usuário pode TER e SER a sua própria rede a partir dos sites de compartilhamento de conteúdo ou redes sociais.

Não sei qual era o objetivo do ministro, mas certamente é uma luta sem chances de vitória. Não tem como os outros veículos concorrerem pela atenção principalmente das novas gerações. A hegemonia total da intenet é questão de tempo.

CURTA NO FACEBOOK

One Response so far.

  1. André Santos disse:

    Só faltava essa agora , Hélio Costa dar opinião nos hábitos dos jovens brasileiros e pedir para os mesmos assitirem televisão e ouvirem rádio ? Ridículo !

    Ele deve ser parceiro da Samsung , Sony ou LG pra falar tanta merda !


Como podemos divulgar seu site:

  • Campanha de Links Patrocinados no Google Adwords
  • Otimização de site - SEO Otimização Site
  • Campanha de marketing nas redes sociais
  • Criação de site Otimizado - Desenvolvimento de site