Facebook
RSS

Os oponentes do presidente venezuelano Hugo Chávez aderiram ao Twitter e a outros sites de redes sociais, abrindo uma nova frente na campanha de uma década contra o presidente que se declara socialista revolucionário e é acusado por eles de silenciar a mídia e de cercear liberdade de expressão.

O site de microblogs vem registrando crescimento explosivo na Venezuela, com mais de 200 mil contas ativas. Com crescimento de mais de 1.000% em 2009, a Venezuela agora registra um dos maiores índices per capita de uso do Twitter na América Latina.

A ascensão vertiginosa do Twitter incomodou Chávez e ele está contra-atacando: “A internet é uma trincheira de batalha porque está trazendo uma corrente de conspiração”, disse Chávez no começo do mês. “A internet não pode ser livre”, acrescentou o ditador.

Frustrada pela onipresença do presidente na mídia tradicional, na qual Chávez muitas vezes aplica uma lei que força estações de rádio e TV a transmitir seus longos discursos, a oposição vê os sites de redes sociais como meio de escapar às restrições impostas pelo presidente populista.

“O Twitter está mudando a maneira pela qual usuários se comunicam e organizam, e lhes dá novos poderes e capacidade de difusão de informações”, disse Luis Carlos Diaz, especialista em tecnologia do Centro de Investigação e Ação Social.

CURTA NO FACEBOOK


Como podemos divulgar seu site:

  • Campanha de Links Patrocinados no Google Adwords
  • Otimização de site - SEO Otimização Site
  • Campanha de marketing nas redes sociais
  • Criação de site Otimizado - Desenvolvimento de site