Facebook
RSS

A educação é o setor mais importante para o desenvolvimento de uma nação. É através da produção de conhecimentos e qualificação de pessoas que um país cresce, aumentando a renda e a qualidade de vida do povo.

 Pesquisas recentes apontam crescimento no nível de escolaridade do povo brasileiro, fator considerado importante para fortalecer o desenvolvimento do país.

 O avanço tecnológico permite que a educação esteja mais ao alcance de todos e o surgimento da internet proporcionou o crescimento do ensino a distância. A correria e as inúmeras atividades do dia a dia são algumas razões que motivaram as pessoas a buscar os cursos online.

 Ao mesmo tempo em que aumentou a busca por educação na internet, proliferaram também as ofertas de cursos no Brasil.

 Um dos principais benefícios da internet tem sido o acesso mais facilitado das empresas ao marketing. O marketing digital vem criando melhores condições de aproximar os usuários que buscam por educação das diferentes alternativas de cursos. Nesse sentido, os sites de busca e as redes sociais são os meios mais indicados para a divulgação de profissionais e empresas de ensino de qualquer área.

 Aparecer nos sites de busca é muito importante porque dessa forma é possível atrair os usuários que procuram por assuntos do seu interesse, mas são as mídias sociais que poderão revolucionar o ensino online.

 As redes sociais estão crescendo de maneira vertiginosa no Brasil. Entre todas elas, o Facebook é uma plataforma com várias possibilidades e virou unanimidade entre os jovens.

 Mais do que entreter, as redes podem se tornar ferramentas de interação valiosas para auxiliar professores. Há vários motivos para a utilização das redes sociais na educação. A principal é que este ambiente é amplamente utilizado pelos alunos.  Além disso, as redes sociais têm um potencial incrível para gerar interação, que é um dos principais objetivos da educação.

 Com isso, algumas escolas começam a se render e usar as redes sociais como aliadas na preparação dos estudantes e na comunicação entre alunos e professores.

 A Escola Parque, do Rio de Janeiro, desenvolveu, no início do ano passado, a EP2, uma rede social interna semelhante ao Facebook. O projeto foi criado dentro da plataforma Ning, que permite a qualquer um customizar uma rede de acordo com suas necessidades. Na EP2, estudantes a partir do 6º ano podem escrever em seus murais, enviar mensagens diretas e têm também liberdade para postar e criar grupos de acordo com seu interesse.

CURTA NO FACEBOOK

2 Responses so far.

  1. Débora disse:

    A melhor estratégia é mesmo usar o marketing digital para auxiliar na educação. Uma vez que os jovens estão totalmente inseridos nesse contexto, e uma proibição seria ruim para o relacionamento escola-aluno.

  2. gold account disse:

    O modelo de ensino brasileiro (lousa, professor e aluno) tem aproximadamente 500 anos e, com o surgimento das novas tecnologias, o panorama educacional do País já está mudando. A tendência é, cada vez mais, que essas tecnologias sejam inseridas no aprendizado nacional. Com o objetivo de discutir os limites e as potencialidades do uso das Redes Sociais como plataforma de ensino e aprendizagem, e também de aprofundar os estudos das redes sociais em relação à educação, a ABC BRANDING realizará, no dia 01 de Junho, o II People.Net in Education: Congresso de Redes Sociais Aplicadas à Educação no auditório da Universidade Anhembi Morumbi – Campus Vila Olímpia.


Como podemos divulgar seu site:

  • Campanha de Links Patrocinados no Google Adwords
  • Otimização de site - SEO Otimização Site
  • Campanha de marketing nas redes sociais
  • Criação de site Otimizado - Desenvolvimento de site