Facebook
RSS

Com a queda das taxas de click through, a propaganda tradicional com banners há alguns anos vem atraindo cada vez menos anunciantes. Apesar disso os “grandes” portais ainda mantêm espaços para veiculação de banners e devido à atuação das “grandes” agências de publicidade, “grandes” anunciantes ainda investem valores exorbitantes nesse tipo de publicidade.

O fato é que para a maior parte das empresas com alguma atuação na web, outros formatos se tornaram os preferidos quando o assunto é promover a marca, melhorar o relacionamento e, principalmente, conquistar clientes.

Já há alguns anos, as empresas compreenderam que anunciar nos sites de busca é a ação de marketing mais eficaz, seja através de uma campanha de links patrocinados seja através da otimização do site (SEO).

A diferença é que enquanto um usuário que navega em um determinado portal, já sabe que o banner está ali e por isso acaba ignorando facilmente aquele espaço, internautas que usam os buscadores para pesquisar por um produto ou serviço encontram nos resultados das buscas exatamente uma resposta para sua ação.

Além dos sites de busca, a outra estratégia mais desejada por 9 em cada 10 anunciantes é o marketing e a comunicação nas redes sociais. Essa preferência é motivada pelo rápido crescimento do uso das mídias sociais pelos internautas.

Depois do Facebook, levar cinco anos para bater a marca de 150 milhões de usuários e o Twitter sete anos para alcançar a marca de 200 milhões, o Instagram anunciou que chegou a 150 milhões de participantes. Isso significa 50 milhões de novos usuários nos últimos seis meses e 128 milhões desde que foi comprado pelo Facebook em abril do ano passado.

É por causa desses números que a publicidade nas redes sociais é também um dos principais objetivos dos anunciantes. Atualmente toda e qualquer empresa quer ter seu espaço pelo menos no Facebook.

E o pessoal do Instagram (ou do Facebook, como queiram) já sabe disso. Por isso, o Instagram anunciou que planeja rodar anúncios publicitários já no próximo ano. Para Emily White, COO da empresa, o desafio é descobrir como integrar marketing sem comprometer o fator “cool” do Intagram.

Até o Instagram planeja rodar anúncios publicitários já no próximo ano. Para Emily White, COO da empresa, o desafio é descobrir como integrar marketing sem comprometer o fator “cool” do Intagram. Kevin Systrom, co-fundador da rede de imagens, anunciou em junho a chegada dos vídeos de 15 segundos ao serviço. Isso bate com outros relatos que indicam que o Facebook deve introduzir esse recurso no feed de notícias.
O preço? Uma bagatela: entre US$ 1 milhão e US$ 2,5 milhões.

Publicidade no Instagram

Publicidade no Instagram

CURTA NO FACEBOOK


Como podemos divulgar seu site:

  • Campanha de Links Patrocinados no Google Adwords
  • Otimização de site - SEO Otimização Site
  • Campanha de marketing nas redes sociais
  • Criação de site Otimizado - Desenvolvimento de site